Nunca mais vais comer as batatas do McDonald’s depois de veres isto!

oi revelada uma realidade preocupante sobre a criação e produção das batatas fritas que nos servem na cadeia de restaurantes “fast-food” McDonald’s, que pode vir a afastar muita gente desse alimento em especial.

Informa-te dessa situação, depois se continuas a consumir esse alimento ou não é contigo!

Michael Pollan é um autor, ativista, jornalista e professor de jornalismo na Berkeley Graduate School of Journalism UC. E a sua pesquisa concentra-se principalmente na cadeia alimentar industrial.
No vídeo que se segue, ele mostra como a McDonald’s insiste em usar a batata Russet Burbank, que é uma batata da América, extraordinariamente difícil de crescer e que requer um longo tempo para o fazer. Eles ainda insistem que as batatas não podem ter defeitos, o que é difícil de conseguir, porque estas batatas normalmente sofrem do que é referido como líquido de Necrose, que provoca manchas indesejadas e linhas sobre as batatas. Se as batatas para venda têm estas marcas, a McDonald´s já não compra, e a única maneira de eliminar este problema é através do uso de um pesticida chamado metamidofós (Monitor) “que é tão tóxico que os agricultores não se aventuraram a entrar na área de cultivo por cinco dias após a sua aplicação”.
Quando McDonald cultiva as batatas, eles têm que colocá-las em armazéns gigantes do tamanho de estádios de futebol, porque não são comestíveis por 6 semanas e só podem ser consumidas quando tiverem eliminado todas as substâncias químicas do seu interior. Isso é… se conseguirem eliminar.
Mas vê o vídeo para obteres mais informações.

931 pessoas gostam disto. Sê o primeiro entre os teus amigos.