Burrices engraçadas mas tristes de doentes relatado por médicos!

Os usuários de um certo fórum medico pediram a médicos que descrevessem as histórias mais engraçadas, curiosas e bobas que já tivessem vivido na sua profissão.

Aqui estão exemplos inacreditáveis desses relatos. Alguns são verdadeiramente engraçados, outros acabam mal. Eles mostram como algumas pessoas vivem sem ter noção do que acontece nas suas vidas.
p20

“Uma mulher trouxe seu bebê de 6 meses para exames de rotina e na mamadeira havia algo que parecia achocolatado. Eu tentei explicar educadamente porque as pessoas não devem dar achocolatado a seus bebês. Foi então que ela me interrompeu e disse: “Ah, não se preocupe, isso não é achocolatado. É café. Ele adora.”

“Eu sou farmacêutica. Um dia uma moça veio buscar seu anel contraceptivo. Quando ela veio novamente no mês seguinte para pegar um novo, ela estava usando o anel como pulseira no braço.”

“Sou enfermeira. Há algumas semanas eu briguei com o filho de uma paciente, que achava que eu queria “congelar a mãe dele até a morte”. Então ele mostrou um termômetro que marcava 23°C (aqui nos Estados Unidos a temperatura é medida em Fahrenheit). Eu tentei explicar que 23°C não era nem um pouco frio, mas ele apontava para o termômetro e gritava: “23° não é frio? ESTÁ MARCANDO MALDITOS 23° AQUI!” (23° Fahrenheit equivalem a -5° Celsius). Lentamente ele enlouqueceu. Eu, a enfermeira-chefe, o administrador do hospital e os seguranças tentamos explicar para ele a diferença entre Fahrenheit e Celsius, mas acabamos tendo que tirá-lo da sala. Ele era um homem de 30 anos instruído, mas nunca tinha ouvido falar em Celsius. E ele de fato acreditava que nós todos tínhamos inventado aquilo para encobrir o fato de que na verdade estávamos tentando matar a mãe dele congelada.”

818 pessoas gostam disto. Sê o primeiro entre os teus amigos.